Sobre os autores

NR-Foto-new

Country Manager da agência de inovação FABERNOVEL.

Colabora com o Económico TV e escreve regularmente no Cibertransistor.com, Diário de Notícias e Meios & Publicidade.

Coordenador da Pós-Graduação em Marketing Digital e Media Sociais na Universidade Europeia |Laureate International Universities.

De 2008 a Fevereiro de 2012 dirigiu a Unidade de Negócio Multimédia do grupo Controlinveste e anteriormente esteve mais de oito anos a gerir a unidade de negócios de Internet do grupo Cofina Media (onde viabilizou economicamente todos os projetos digitais).

Entre 1997 e 2002, foi consultor do secretário de Estado da Comunicação Social para a área digital.

Fundou, em 1995, o site A Telefonia Virtual, que durante os sete anos de existência foi a referência na indústria de Rádio em Portugal.

Licenciou-se em Economia na Universidade Católica de Lisboa, onde também concluiu um curso avançado de Gestão de Empresas Tecnológicas e uma pós-graduação em Gestão de Media e Entretenimento.

Linkedin: www.linkedin.com/in/nunoribeiro

 

Prefácio

Rui Pêgo
Jornalista


1973: Inicia a actividade em programas de rádio universitários.

1977: Integra os quadros da Rádio Renascença, deixando pelo caminho o curso de Economia. Durante os 10 anos que aí permanece, faz reportagem, edita e apresenta vários programas de reconhecida notoriedade e audiência, nas áreas da informação, da divulgação musical e do entretenimento.
É um dos protagonistas do desdobramento de emissões da Rádio Renascença (AM/FM), que serviria de ensaio ao lançamento da RFM, cujo desenho sonoro lhe é confiado.

1987  (Abril): Funda o CMR (Correio da Manhã Rádio), estação que dirige durante 7 anos e que viria a tornar-se uma rádio de referência no panorama radiofónico saído da liberalização do sector.

1990 : Estreia nesta estação de rádio o Programa: “Desmancha-Prazeres”, que se manteria em antena (mais tarde na Rádio Comercial) durante 8 anos consecutivos.

1993: Define o conceito e desenha o formato da Rádio Nostalgia, que se transforma rapidamente num sucesso de mercado.

1993: Integra o Conselho Geral da agência Lusa, em representação dos operadores de radiodifusão, assume funções de administrador e director-geral da Rádio Comercial, cargos que acumula com a direcção-geral da Rádio Nostalgia e que abandona em 1997 após a venda deste sistema de rádios.

1997: Assume a direcção-geral da RPL (Rádio Paris Lisboa). Deixa a rádio do grupo francês RFI em 2002, por considerar concluído o plano de trabalho que lhe havia sido proposto.

1998-2002: Mantém diariamente na Rádio Nostalgia, a “Nação Valente”, crónicas cuja compilação viria a ser publicada em livro em 2003.

2003: É convidado para Director de Programação da Rádio Renascença, cargo que exerce durante dois anos.

Desde 2005  (Junho): Integra os quadros da RTP como Director de Programas das Rádios da Antena 1, Antena 2, Antena 3 e Novas Plataformas

Ao longo da sua actividade, colabora regularmente com a imprensa escrita – começou o seu percurso profissional num semanário de vida curta; foi colaborador permanente do Sete; chefe de redacção da revista Bravo, que fundou com um grupo de profissionais; e com a televisão (RTP) – durante dois anos consecutivos (1982-1984), apresenta programas de que é autor.

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.